Buscar
  • Beatriz Wollny

VOCÊ ESTÁ SACRIFICANDO SUA VIDA PELO TRABALHO?

Você já escutou alguém dizendo que não tem tempo para nada? Que está trabalhando tanto que não tem tempo nem para respirar? Talvez você mesmo diga isso com alguma freqüência. O problema é quando um pessoa começa a sacrificar sua vida buscando algum resultado, que, na maioria das vezes, nem ela sabe o que é. Quando a vida se torna uma correria, esquecemos de viver e adotamos como padrão a pressa e falta de tempo.


Pensando neste problema, selecionei seis sintomas clássicos das pessoas que estão se sacrificando demais na busca de algo. Se você tiver três desses sintomas é o momento de repensar seu tempo. Se tiver quatro ou mais é realmente a hora de dar um basta. Procure um psicólogo, um curso de produtividade pessoal, peça ajuda de familiares ou invista em hobbies. Pequenas mudanças podem ajudar muito a modificar esse estilo de vida.


1 – Ansiedade e Estresse Por conta do estresse no trabalho, o indivíduo não consegue se desligar dos problemas, transformando os momentos pessoais em horas improdutivas. Existem pessoas que vivem estressadas e ansiosas mesmo quando não estão trabalhando, ou seja, em momentos em família ou de lazer.


2 – Esporte se torna impossível Quando a pessoa está sem tempo, geralmente uma das primeiras coisas que ela adia é tempo para a prática de esportes. É mais fácil deixar de ir na academia do que dizer não para aquele trabalho de última hora. Nesse momento, surge a duvida: a pessoa fica mais improdutiva porque não faz esporte ou ela não faz esporte porque sua produtividade não permite esse tempo?


3 – Leitura vira decoração Quando a pessoa está sem tempo, seus livros viram objetos de decoração. Não pelo fato de que ela não seja capaz de encaixar quinze minutos diários para leitura, pois isso todo mundo consegue, mas porque ela está tão cansada de uma rotina exaustiva que não sobra energia para outras coisas.


4 – Perda na qualidade dos relacionamentos A palavra que melhor se encaixa neste ponto é “isolamento”. No começo, são os encontros com amigos após o trabalho que você deixa de ir porque estava em reunião, depois os aniversários porque você está sem pique, depois o jantar com a namorada vira ultima opção e quando você dá conta, ninguém te convida para mais nada, nem nos e-mails da galera você é mais copiado. Você começa a sentir que está sendo colocado de lado e a resposta é avançar degraus nesse isolamento.


5 – Estranho no lazer No final de semana ou nas férias você se sente um estranho no ninho e começa a sentir culpa por não estar fazendo nada. Fica com vergonha de descer o elevador com roupa de banho ao lado do seu vizinho que está usando terno. O lazer traz o sentimento de culpa, de falta ou de que precisa de algo mais, e este é mais um sinal que você está sacrificando sua vida pelo resultado.


6 – Disponibilidade total


Outro sintoma clássico de pessoas que “trabalham para viver” é a incapacidade de se desligar: os avisos de chegada de e-mails ou a agonia por ficar sem bateria no celular no meio da rua. Coisas estranhas para uns, se tornam normais para essas pessoas: adiantar o trabalho do dia seguinte às 23 horas, fazer uma conferência com seu chefe na sua cama ou pensar nas tarefas de amanhã enquanto está fazendo sexo. Ações desse tipo são sintomas de que você se tornou escravo da sua própria vida. Quando você se transforma em uma pessoa sempre disponível para qualquer assunto que envolva seu trabalho, pronta para qualquer coisa a qualquer hora, sempre em estado de alerta, é o momento de realmente repensar, pois você ficou indisponível para você mesmo!

0 visualização

Tel: (21) 99816-0789