Buscar
  • Beatriz Wollny

DESENVOLVENDO A AUTO-ESTIMA NA INFÂNCIA

Você sabe o que é “auto-estima”? A auto-estima é o conjunto de crenças e sentimentos que temos sobre nós mesmos. É a forma como nos percebemos e nos definimos.

A forma como desenvolvemos nossa auto-imagem influencia nas nossas motivações, atitudes e comportamentos, afetando ainda o nosso equilíbrio emocional.


Essa construção dos padrões de auto-estima se inicia muito cedo em nossa vida, portanto, os pais devem estar sempre “antenados” para que seus filhos cresçam sendo pessoas seguras e confiantes. Por exemplo, uma criança que alcança alguma meta estabelecida experimenta um sentimento de realização que reforça sua auto-estima, que será definida como um sentimento de capacidade. Porém é importante notar que uma criança que fica feliz com uma conquista, mas não se sente amada pode, eventualmente, experimentar baixa auto-estima. O contrário também pode ocorrer, e uma criança que se sente amada, mas que está hesitante sobre a sua própria capacidade, pode acabar sendo conduzida pelo mesmo caminho. Quando o equilíbrio é atingido, a criança consegue desenvolver uma auto-estima saudável.


“Mas como posso contribuir para um bom desenvolvimento da auto-estima dos meus filhos?”


Os pais devem ouvir, aceitar, dar disciplina e estabelecer limites no comportamento da criança para contribuir para a construção de uma auto-estima saudável. As crianças precisam da aceitação dos adultos. Toda criança procura por afeto, aprovação e reconhecimento de seus pais e educadores, e quando algum destes elementos é barrado, a criança coloca-se em causa, podendo se sentir deslocada no meio onde convive e por conseqüência, desenvolvendo uma baixa auto-estima.


A auto-estima é construída pelo elogio sincero e real. As crianças sabem quando o elogio não é verdadeiro. Ajudar seu filho a crescer com uma forte auto-estima é uma das coisas mais importantes que você pode fazer como pai ou educador. Os pais são a principal influência sobre a forma como a criança se sente relativamente a ela. As crianças são um espelho dos modelos dos pais.


É extremamente importante que a criança se sinta amada, aceita e apoiada. Transmitir sua apreciação e admiração à criança, trocar comentários críticos por uma postura mais positiva e destacar pontos fortes da criança, não de forma gratuita, mas diante de algum fato, são alguns exemplos de como ajudá-la a edificar uma auto-estima sustentada.


Crianças com a auto-estima elevada se percebem capazes de enfrentar os seus medos e desafios, se mostram dispostas à realizar tarefas propostas e encaram melhor o sentimento de frustração.

14 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

VOCÊ ESTÁ SACRIFICANDO SUA VIDA PELO TRABALHO?

Você já escutou alguém dizendo que não tem tempo para nada? Que está trabalhando tanto que não tem tempo nem para respirar? Talvez você mesmo diga isso com alguma freqüência. O problema é quando um pe

SETE DICAS PARA CONTROLAR A ANSIEDADE

A ansiedade é um estado caracterizado pelo sentimento de apreensão, desconforto, medo, mal-estar, insegurança, estranheza do ambiente ou de si mesmo e, muito freqüentemente, pela sensação de que algo

Tel: (21) 99816-0789